Tabula Rasa

Maio 10 2010

publicado por Cristina às 00:19

Novembro 19 2009

publicado por Cristina às 15:55

Junho 19 2009

Começa já este fim-de-semana o Campeonato da Europa por Equipas, competição que sofreu algumas alterações ao nível do formato, como por exemplo o aumento de oito para doze selecções, facto que permitiu a Portugal aceder pela primeira vez à elite do atletismo europeu.

A classificação conjunta é outra das novidades e um factor a ter em conta já que pode favorecer a Rússia, que com um conjunto de atletas de grande nível, especialmente na equipa feminina, é apontada como grande favorita. Pelo mesmo motivo há que considerar a Alemanha, mas a correr por fora estão ainda Grã-Bretanha e França.

Nesta primeira experiência com o novo formato há quem diga que as alterações vão tornar a competição mais imprevisível, certo é que este Campeonato da Europa será uma prova de regularidade, onde Portugal tentará fugir aos três últimos lugares e assim manter-se entre as nações mais fortes do Velho Continente.

Entre olímpicos e campeões da Europa, Portugal conta com um conjunto de atletas capaz de prometer uma boa participação, ainda mais se tivermos em conta o factor público, capaz de galvanizar os atletas nacionais

Nélson Évora, medalha de ouro em Pequim, é o favorito no triplo salto, onde mais uma vez terá pela frente o britânico Philips Idowu, que ficou com a segunda posição na prova disputada no Ninho da Águia.

Naíde Gomes é outro nome de quem muito se espera em Leiria. O desaire olímpico parece ultrapassado e nada melhor que uma vitória em casa para que a campeã do mundo de salto em comprimento escreva nova página de ouro do atletismo nacional.

O regresso de Francis Obikwelu constitui outro motivo de interesse para quem esteja a pensar deslocar-se ao municipal de Leiria, isto depois do medalha de prata em Atenas 2004 ter repensado o fim de carreira anunciado no Verão passado.

Na preparação para Leiria, o actual campeão europeu dos 1500 metros em pista coberta, Rui Silva, foi até Huelva demonstrar que está em boa forma e superou de forma categórica a concorrência espanhola e etíope, para vencer o Gran Premio Iberoamericano.

Com um tempo de 3:34.18, a sua melhor marca nos últimos três anos, Rui Silva apresenta-se assim como um trunfo para a selecção portuguesa, que vai lutar pela permanência na Superliga Europeia, onde estão as doze selecções mais fortes do continente.

Marco Fortes também esteve em evidência neste evento em terras espanholas, o lançador arremessou o peso 20.52 metros, derrotando o homem da casa, Manuel Martinez, o que deixa boas indicações para o Europeu por equipas.

O atleta parece estar assim a reagir da melhor forma às críticas sofridas após os Jogos Olímpicos e tudo indica que poderá tentar contrariar o natural favoritismo do campeão medalha de ouro em Pequem, o polaco Tomasz Majewski, que tem 21.51 como melhor registo.

 

SELECÇÃO NACIONAL:

 

 

Femininos
100 metros – Sónia Tavares
200 metros – Sónia Tavares
400 metros – Maria do Carmo Tavares
800 metros – Sandra Teixeira
1500 metros – Sara Moreira
3000 metros – Inês Monteiro
5000 metros – Dulce Félix
100 metros Barreiras – Eva Vital
400 metros Barreiras – Patrícia Lopes
3000 metros obstáculos – Sara Moreira
Altura – Marisa Anselmo
Vara – Sandra Tavares
Comprimento – Naide Gomes
Triplo – Patrícia Mamona
Peso – Antónia Borges
Disco – Liliana Cá
Martelo – Vânia Silva
Dardo – Sílvia Cruz
4x100 metros – Sónia Tavares, Carla Tavares, Eva Vital, Naide Gomes, Ungudi Quiawacana
4x400 metros – Maria do Carmo Tavares, Patrícia Lopes, Joceline Monteiro, Carla Tavares.

Masculinos
100 metros – Francis Obikwelu
200 metros – Arnaldo Abrantes
400 metros – João Ferreira
800 metros – Fábio Gonçalves
1500 metros – Rui Silva
3000 metros – Manuel Damião
5000 metros – Rui Pedro Silva
110 metros Barreiras – Luís Sá
400 metros Barreiras – Edivaldo Monteiro
3000 metros obstáculos – Alberto Paulo
Altura – Paulo Gonçalves
Vara – Edi Maia
Comprimento – Nelson Évora
Triplo – Nelson Évora
Peso – Marco Fortes
Disco – Jorge Grave
Martelo – Dário Manso
Dardo – Elias Leal
4x100 metros – Francis Obikwelu, Arnaldo Abrantes, João Ferreira, Dany Gonçalves, Edi Sousa
4x400 metros – António Rodrigues, João Ferreira, Edivaldo Monteiro, Bruno Gualberto, Arnaldo Abrantes


A selecção será liderada por Fernando Fernandes, que será acompanhado pelos técnicos José Barros, Alcino Pereira, Raposo Borges, Anabela Leite, José Santos, Carlos Silva, João Ribeiro, Paulo Reis, João Campos, Sameiro Araújo, Pedro Rocha, João Ganso, Abreu Matos e Vladimmir Zinchenko.

                                                                                                                   

As entradas são gratuitas, e os bilhetes podem ser levantados no próprio estádio de Leiria.

Podem ver o programa/horário das provas, AQUI.

Não faltem, vai ser espectacular!!! 

FORÇA PORTUGAL!

 

 

 

 

 

publicado por Cristina às 19:17

Abril 02 2009

Já não é Vinho do Porto, nem mesmo Tap, agora é Vodafone. Já não anda pelas terras do Norte, mas sim pelo Algarve mas... é o Rally de Portugal e voltou a pontuar para o campeonato do mundo!!!

Sou uma apaixonada por carros em geral, e por rally em particular. Recordo-me que, desde miúda os dias do rally eram vividos com uma enorme excitação. Na escola primária, que fica situada à beira da estrada nacional, as professoras interrompiam as aulas para nos deixar ver passar os carros. Ali ficávamos umas horas, apinhados num muro a meio metro da estrada onde os carros passavam, não em prova, mas numa ligação entre Viana e a Póvoa.

Nos anos de verdadeiro delírio, era o meu Pai que me levava até à Serra D'Arga ver a classificativa de S. Lourenço e a de Stª Luzia, me Viana.

Mais tarde eram os "tiros" nas aulas do liceu que nos permitiam ir ver as PECs mais próximas com a conivência dos stores mais dados à modalidade.

Depois veio a faculdade, em que a paixão dos carros se intensificou mercê de um grupo de amigos "loucos" por rally! E destes tempos guardo com saudade as memórias do "inferno" da Serra da Freita e da super especial de Fafe/Lameirinha. Lembro-me das madrugadas à porta do café Velasquez, ponto de partida obrigatório para todas as saídas, e da distribuição do "pessoal" pelas motas e pelos carros...para seguir o Rally!

Depois, o rally deixou de fazer parte do campeonato do mundo, deixou de ser O espectáculo para passar a ser mais uma prova. Agora regressou em força...mas no Algarve...por aqui não chega o "cheirinho a pneus"!

publicado por Cristina às 11:02

Abril 01 2009

 

Romain Mesnil, campeão francês do salto com vara e medalha de bronze nos campeonatos do mundo de 2007 está sem patrocinador. Alegadamente, por causa da crise financeira, a Nike, não renovou o contrato que tinha com Mesnil que, na tentativa desesperada por conseguir angariar quem o apoie, resolveu correr nú pelas ruas de Paris.

Confesso que sou tentada a pensar que, uma super produção destas, só poderá ser uma gigantesca campanha de marketing da Nike. Em todo caso, acho que serviu para abrilhantar, ainda mais, a magníficas ruas de Paris!

Aproveito, ainda, para dar um enorme beijo de Parabéns ao melhor saltador com vara (português) de sempre, o Nuno, meu querido amigo, que faz hoje anos! ( e imaginar os estragos que não teria feito se tivesse resolvido fazer um protesto destes pelas ruas do Porto quando era dificílimo conseguir um patrocínio!)

 

Adenda: Li, agora, no JN ,que um jogador do Bayern de Munique prometeu correr nú pelas ruas da cidade se a equipa ganhar a liga dos campeões! A moda está a pegar...

publicado por Cristina às 12:05

Março 08 2009

 

 

Rui Silva sagrou-se, hoje, campeão europeu dos 1.500 metros em Pista Coberta, em Turim, Itália, pela terceira vez na sua carreira, depois dos títulos que conquistou em 1998 e 2002 (que foi em Lisboa e eu estava lá!) e da medalha de prata conquistada nos Europeus de 2000. O Rui, terminou a prova com um tempo de 3m44,38s, à frente do espanhol Diego Ruiz (3m44,70s) e do francês Yoann Kowal (3m44,75s).

 

 

Sara Moreira sagrou-se, também hoje, vice-campeã europeia dos 3.000 metros. A corrida foi ganha pela turca de origem etíope Almitu Bekele, que ganhou o título europeu com um tempo de 8m46,50s, enquanto Sara Moreira, registou o tempo de 8m48,18s (recorde pessoal).O terceiro lugar do pódio foi ocupado pela irlandesa Marry Cullen (8.48,47).

 

Estive muitos anos ligada ao atletismo e, talvez por isso, fico sempre revoltada ao ver o "destaque" que a TV dá a estes prémios...mas o tempo é de festejos e não de mágoas!

 

Muitos parabéns aos dois, aos treinadores e ao Zé Barros!

 

 

 


 

publicado por Cristina às 22:07
Tags:

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO