Tabula Rasa

Abril 02 2009

Já não é Vinho do Porto, nem mesmo Tap, agora é Vodafone. Já não anda pelas terras do Norte, mas sim pelo Algarve mas... é o Rally de Portugal e voltou a pontuar para o campeonato do mundo!!!

Sou uma apaixonada por carros em geral, e por rally em particular. Recordo-me que, desde miúda os dias do rally eram vividos com uma enorme excitação. Na escola primária, que fica situada à beira da estrada nacional, as professoras interrompiam as aulas para nos deixar ver passar os carros. Ali ficávamos umas horas, apinhados num muro a meio metro da estrada onde os carros passavam, não em prova, mas numa ligação entre Viana e a Póvoa.

Nos anos de verdadeiro delírio, era o meu Pai que me levava até à Serra D'Arga ver a classificativa de S. Lourenço e a de Stª Luzia, me Viana.

Mais tarde eram os "tiros" nas aulas do liceu que nos permitiam ir ver as PECs mais próximas com a conivência dos stores mais dados à modalidade.

Depois veio a faculdade, em que a paixão dos carros se intensificou mercê de um grupo de amigos "loucos" por rally! E destes tempos guardo com saudade as memórias do "inferno" da Serra da Freita e da super especial de Fafe/Lameirinha. Lembro-me das madrugadas à porta do café Velasquez, ponto de partida obrigatório para todas as saídas, e da distribuição do "pessoal" pelas motas e pelos carros...para seguir o Rally!

Depois, o rally deixou de fazer parte do campeonato do mundo, deixou de ser O espectáculo para passar a ser mais uma prova. Agora regressou em força...mas no Algarve...por aqui não chega o "cheirinho a pneus"!

publicado por Cristina às 11:02

Ai o que eu gostava do Rally! Havia classificativas em Viseu e durante uma noite os carros ficavam expostos na Feira de S. Mateus. Era o gáudio!:) Aqueles staffs por toda a cidade, que ficava acordada toda a noite, nós, estudantes, passávamos a noite astrás do movimento e do burburinho todo, a fotografar os carros, a fanar-lhe os autoclantes, etc...
Depois aguardávamos que os carros arrancassem pelas 5/6 da manhã para nova prova, às vezes abrigados em cabines telefónicas, tal a chuvada que caía e íamos aquecer ao pão quente!:))
O que me foi lembrar, Cristina!:)
Lúcia a 2 de Abril de 2009 às 13:39

Era mesmo isso, Lúcia! Eram dias, com muita chuva ou muito pó, muito frio e muitas sandes!!!
E o barulho dos carros...?! :-)

E o cheiro a borracha queimada e travões?:) Éramos felizes e não sabíamos ehehehe

Nem me fale!!!
:-)
Cristina a 2 de Abril de 2009 às 18:35

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
17




pesquisar
 
blogs SAPO