Tabula Rasa

Junho 19 2009

Começa já este fim-de-semana o Campeonato da Europa por Equipas, competição que sofreu algumas alterações ao nível do formato, como por exemplo o aumento de oito para doze selecções, facto que permitiu a Portugal aceder pela primeira vez à elite do atletismo europeu.

A classificação conjunta é outra das novidades e um factor a ter em conta já que pode favorecer a Rússia, que com um conjunto de atletas de grande nível, especialmente na equipa feminina, é apontada como grande favorita. Pelo mesmo motivo há que considerar a Alemanha, mas a correr por fora estão ainda Grã-Bretanha e França.

Nesta primeira experiência com o novo formato há quem diga que as alterações vão tornar a competição mais imprevisível, certo é que este Campeonato da Europa será uma prova de regularidade, onde Portugal tentará fugir aos três últimos lugares e assim manter-se entre as nações mais fortes do Velho Continente.

Entre olímpicos e campeões da Europa, Portugal conta com um conjunto de atletas capaz de prometer uma boa participação, ainda mais se tivermos em conta o factor público, capaz de galvanizar os atletas nacionais

Nélson Évora, medalha de ouro em Pequim, é o favorito no triplo salto, onde mais uma vez terá pela frente o britânico Philips Idowu, que ficou com a segunda posição na prova disputada no Ninho da Águia.

Naíde Gomes é outro nome de quem muito se espera em Leiria. O desaire olímpico parece ultrapassado e nada melhor que uma vitória em casa para que a campeã do mundo de salto em comprimento escreva nova página de ouro do atletismo nacional.

O regresso de Francis Obikwelu constitui outro motivo de interesse para quem esteja a pensar deslocar-se ao municipal de Leiria, isto depois do medalha de prata em Atenas 2004 ter repensado o fim de carreira anunciado no Verão passado.

Na preparação para Leiria, o actual campeão europeu dos 1500 metros em pista coberta, Rui Silva, foi até Huelva demonstrar que está em boa forma e superou de forma categórica a concorrência espanhola e etíope, para vencer o Gran Premio Iberoamericano.

Com um tempo de 3:34.18, a sua melhor marca nos últimos três anos, Rui Silva apresenta-se assim como um trunfo para a selecção portuguesa, que vai lutar pela permanência na Superliga Europeia, onde estão as doze selecções mais fortes do continente.

Marco Fortes também esteve em evidência neste evento em terras espanholas, o lançador arremessou o peso 20.52 metros, derrotando o homem da casa, Manuel Martinez, o que deixa boas indicações para o Europeu por equipas.

O atleta parece estar assim a reagir da melhor forma às críticas sofridas após os Jogos Olímpicos e tudo indica que poderá tentar contrariar o natural favoritismo do campeão medalha de ouro em Pequem, o polaco Tomasz Majewski, que tem 21.51 como melhor registo.

 

SELECÇÃO NACIONAL:

 

 

Femininos
100 metros – Sónia Tavares
200 metros – Sónia Tavares
400 metros – Maria do Carmo Tavares
800 metros – Sandra Teixeira
1500 metros – Sara Moreira
3000 metros – Inês Monteiro
5000 metros – Dulce Félix
100 metros Barreiras – Eva Vital
400 metros Barreiras – Patrícia Lopes
3000 metros obstáculos – Sara Moreira
Altura – Marisa Anselmo
Vara – Sandra Tavares
Comprimento – Naide Gomes
Triplo – Patrícia Mamona
Peso – Antónia Borges
Disco – Liliana Cá
Martelo – Vânia Silva
Dardo – Sílvia Cruz
4x100 metros – Sónia Tavares, Carla Tavares, Eva Vital, Naide Gomes, Ungudi Quiawacana
4x400 metros – Maria do Carmo Tavares, Patrícia Lopes, Joceline Monteiro, Carla Tavares.

Masculinos
100 metros – Francis Obikwelu
200 metros – Arnaldo Abrantes
400 metros – João Ferreira
800 metros – Fábio Gonçalves
1500 metros – Rui Silva
3000 metros – Manuel Damião
5000 metros – Rui Pedro Silva
110 metros Barreiras – Luís Sá
400 metros Barreiras – Edivaldo Monteiro
3000 metros obstáculos – Alberto Paulo
Altura – Paulo Gonçalves
Vara – Edi Maia
Comprimento – Nelson Évora
Triplo – Nelson Évora
Peso – Marco Fortes
Disco – Jorge Grave
Martelo – Dário Manso
Dardo – Elias Leal
4x100 metros – Francis Obikwelu, Arnaldo Abrantes, João Ferreira, Dany Gonçalves, Edi Sousa
4x400 metros – António Rodrigues, João Ferreira, Edivaldo Monteiro, Bruno Gualberto, Arnaldo Abrantes


A selecção será liderada por Fernando Fernandes, que será acompanhado pelos técnicos José Barros, Alcino Pereira, Raposo Borges, Anabela Leite, José Santos, Carlos Silva, João Ribeiro, Paulo Reis, João Campos, Sameiro Araújo, Pedro Rocha, João Ganso, Abreu Matos e Vladimmir Zinchenko.

                                                                                                                   

As entradas são gratuitas, e os bilhetes podem ser levantados no próprio estádio de Leiria.

Podem ver o programa/horário das provas, AQUI.

Não faltem, vai ser espectacular!!! 

FORÇA PORTUGAL!

 

 

 

 

 

publicado por Cristina às 19:17

Junho 19 2009

 

 

Porque hoje fazem anos a A.J. e o meu primo Pedro!

Estão ambos fisicamente longe de mim, mas estão ambos no meu pensamento!

Espero que tenham um dia muito Feliz, e que a festa seja rija!!! (A.J., obrigada pelas comemorações adiantadas...!)

Deixo-vos um presente, de um grande Senhor, que também faz anos hoje: Chico Buarque.

Um grande, grande beijinho aos dois! (e ao Chico, quem sabe ele não passa por aqui?)

 

(acho que estou com problemas em inserir o video, por isso, deixo a música AQUI)

publicado por Cristina às 17:15

Junho 19 2009

O bailarino português Marcelino Sambé, de 15 anos, venceu, hoje, o XI Concurso Internacional de Artistas de Bailado e de Coreógrafos de Moscovo, numa luta renhida entre 40 candidatos ao prémio na categoria júnior.

Marcelino Sambé venceu quinta-feira, na categoria júnior, a medalha de prata daquele concurso, que decorreu no Teatro Bolshoi, não tendo sido atribuída a medalha de ouro. A competição decorreu em três etapas e o português conseguiu vencer na última etapa, em que participaram 20 bailarinos.

O Concurso Internacional de Artistas de Bailado e de Coreógrafos de Moscovo é um dos concursos mais prestigiados neste sector, tendo no júri estrelas do bailado russo e mundial, lendas do Teatro Bolshoi como o coreógrafo Iúri Grigorovitch, Artista do Povo da URSS, e os bailarinos Vladimir Vassiliev, Artista do Povo da URSS, e Nikolai Tsiskaridzé, Artista do Povo da Rússia.

Entre os membros do júri havia também representantes de mais dez países.

Segundo a Lusa conseguiu apurar, os vencedores deste concurso irão participar no XV Festival Internacional de Bailado Rudolf Nuriev, que se realizará na terra natal do bailarino, cidade de Ufá, na Bachkíria (leste da Rússia), entre 21 e 30 de Junho.

 

Parabéns, Marcelino por este feito absolutamente notável!

 

 

publicado por Cristina às 13:46
Tags:

Junho 19 2009

No 50º aniversário da sua carreira como compositor, o Coliseu do Porto apresenta um concerto de homenagem a um dos maiores maestros portugueses de todos os tempos.

Nascido no Porto, Álvaro Cassuto é o maestro português com maior projecção internacional e o único a ter sido Director Artístico e Maestro Titular de prestigiadas orquestras internacionais. Estudou direcção de orquestra com os mestres Pedro Freitas Branco, Herbert von Karajan, Franco Ferrara e Obi Kapellmeister e muito cedo se afirmou como um dos compositores mais reconhecidos da vanguarda portuguesa dos anos 60.
Hoje, temos a oportunidade única de assistir a um concerto único, onde o maestro aparece na sua dupla vertente, de compositor e, simultaneamente conduzirá a Orquesta do Norte que terá como convidado o magnífico pianista, e meu querido amigo, António Rosado.

Confesso que já perdi a conta aos concertos a que assisti conduzidos pelo maestro, mas não me recordo de ter assistido à interpretação de uma obra sua. Falha grave, reconheço!

Vai ser,por isso, um espectáculo único e a certeza de uma noite bem passada entre amigos que já não vejo há algum tempo. 

publicado por Cristina às 12:24

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
18
20

21
24
27

29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO