Tabula Rasa

Maio 21 2009

João Bénard da Costa morreu hoje, aos 74 anos. Director da Cinemateca Portuguesa desde 1980, Bénard da Costa nasceu a 7 de Fevereiro de 1935.
In Jornal Público.

publicado por Cristina às 12:16

Maio 21 2009

Balanço da Noite e Dia dos Museus

Mais um ano que os Museus e Palácios do Instituto dos Museus e da Conservação aderiram às celebrações da Noite (16 de Maio) e do Dia Internacional dos Museus (18 de Maio).

Sob o tema “ Museus e Turismo”, os Museus e Palácios ofereceram um conjunto de iniciativas muito diversificadas que o grande público pôde usufruir gratuitamente, desde inauguração de exposições, visitas guiadas, ateliês, concertos e teatros, campeonatos de xadrez, sessões de ilusionismo e gastronomia.

Em 2009, as Festas dos Museus e Palácios, com 75.241 visitantes, apresentaram um aumento da ordem dos 12% em relação ao ano de 2008 e 45 % em relação a 2007.

Em relação à Festa dos Museus e Palácios (16, 17 e 18 de Maio), o Museu Nacional de Arqueologia, liderou o universo dos museus com 14.778 visitantes (variação positiva da ordem dos 27%), seguido do Palácio Nacional de Sintra com 6.326 visitantes (variação da ordem dos 35 %), pelo Museu Grão Vasco com 4.856 (mais de 60%) e pelo Paço dos Duques com 4.625.

A Noite dos Museus apresentou um total de 28.853 visitantes e uma variação da ordem dos 6 % em relação ao ano anterior, destacando-se o Museu Nacional de Arqueologia com 5.881 visitantes, seguido do Palácio Nacional de Sintra com 2.386, do Palácio Nacional de Queluz com 1.802 e do Museu Nacional do Teatro com 1.661.

O Dia Internacional dos Museus acolheu 19.825 visitantes, destacando-se de novo o Museu Nacional de Arqueologia com 2.050, o Museu Grão Vasco com 1.832, o Palácio Nacional de Sintra com 1.805 e o Museu Nacional dos Coches com 1.607.

Para o sucesso destas iniciativas muito contribuiu o envolvimento das equipas dos museus e palácios que participaram com grande entusiasmo nestas comemorações, permitindo ao público a fruição dos espaços museológicos de maneira em tudo diferente da habitual.

(Nota de imprensa divulgada pelo IMC.IP

publicado por Cristina às 11:37
Tags:

Maio 20 2009

(com nova foto) 

 

 

"Ida não conseguiu segurar-se quando os gases venosos do lago Messel, na região da Alemanha, a intoxicaram. A primata, que não teria mais de nove meses e 53 centímetros de comprimento, caiu nas águas, foi coberta pelo lodo, acabou por fossilizar e só passado 47 milhões de anos, em 1983, é que foi trazida à luz do dia. Mas a aventura do que pode ser o antepassado do grupo dos primatas superiores de que o Homem faz parte não acabou aqui.
O fóssil foi descoberto por um coleccionador privado que dividiu as ossadas em duas metades. Uma foi restaurada e vendida como se estivesse completa, acabando por ser adquirida por um museu privado em Wyoming. Em 2000, descobriu-se que era uma fraude. A outra metade, que era maior, foi comprada há dois anos pelo museu de Oslo, na Noruega.
"O meu coração começou a bater muito depressa", disse aos jornalistas Jorn Hurum, referindo-se à compra do fóssil. "Eu sabia que o vendedor tinha nas mãos um acontecimento mundial. Não consegui dormir durante duas noites", explicou o investigador do Museu de Oslo que esteve à frente da investigação, que foi ontem publicada na revista Public Library of Science. Quando o grupo começou a estudar o fóssil, rapidamente chegaram à conclusão que era a parte que faltava à metade já conhecida.
Ida, como a baptizou Jorn Hurum, é um verdadeiro achado. 95 por cento do esqueleto está bem preservado devido às condições fora de série do lago que existia na região durante a época do Eocénico (há 56 a 34 milhões de anos) e que lançava gases venenosos por haver actividade vulcânica no local. É possível ver os contornos dos pêlos e a última refeição vegetariana da primata.
Mas o que a torna tão especial é que parece ser uma antepassada do grupo de primatas superiores a que o Homem pertence, na altura em que se separou da linhagem que deu origem a espécies como os lémures, primatas inferiores e mais afastados do Homem.
Ao contrário dos lémures, Ida não tinha uma garra no segundo dedo do pé, nem tinha dentes fundidos. Por outro lado, os olhos já estavam no mesmo plano, oferecendo uma visão parecida com a nossa, e não se situavam mais lateralmente, como acontece nos lémures. A nível do esqueleto o fóssil já tinha talos, um osso do tornozelo que aparece ainda mais desenvolvido nos humanos.
"Isto mostra uma parte da nossa evolução que tem estado escondida até agora porque os únicos especímenes [encontrados] estão tão incompletos ou partidos que não há nada para estudar", explica o investigador. Os investigadores resolveram chamar à nova espécie Darwinius masillae, em honra aos 200 anos do nascimento do evolucionista Charles Darwin.
Jens Franzen, um dos investigadores, salientou que Ida não é uma antepassada directa. "Ela pertence ao grupo a partir do qual se desenvolveram os primatas superiores e os seres humanos, mas a minha impressão é que ela não faz parte da linha directa", disse, citado pela BBC News.
Mas a descoberta está a ser um êxito. Foi ontem mostrada em Nova Iorque no Museu de História Natural pelo presidente da cidade, Michael Bloomberg, e a seguir volta para Oslo. "São necessários um ou dois ícones para arrastar as pessoas para o museu. Isto é a nossa Mona Lisa e vai ser a nossa Mona Lisa nos próximos cem anos", concluiu Jorn Hurum."

Texto integralmente reproduzido da edição online do Jornal Público de hoje.

publicado por Cristina às 13:23

Maio 19 2009

E não, não faço anos...hoje é dia de Santo Ivo, Padroeiro dos Advogados!

Nasceu na Bretanha, França, em 19 de Maio, e foi em Paris que mostrou o brilho da sua inteligência, no estudo da Filosofia, da Teologia e do Direito. Ivo de Kermartin, ao voltar à sua terra natal, aceitou o encargo de ser juiz do tribunal eclesiástico, por onde passavam as questões mais espinhosas. Com sua sabedoria, imparcialidade e espírito conciliador desfazia as inimizades e conquistava o respeito até dos que perdiam a questão. A defesa intransigente dos injustiçados e dos necessitados deu-lhe o título de "advogado dos pobres", um título que continuou merecendo ao tornar-se sacerdote, e ao construir um hospital, onde cuidava dos doentes com as suas próprias mãos.

Fonte: Wikipédia

publicado por Cristina às 17:19

Maio 19 2009

 

 

publicado por Cristina às 07:04
Tags:

Maio 18 2009

publicado por Cristina às 13:59
Tags:

Maio 16 2009

Faz 50 Anos, o Cristo-rei de Almada.
Foi inspirado na estátua de Cristo Redentor, existente no Rio de Janeiro, no Brasil, por força da visita, em 1934, do Cardeal Patriarca de Lisboa de então, Dom Manuel Gonçalves Cerejeira. No ano de 1936, transmitiu esta ideia ao Movimento do Apostolado da Oração, com uma recepção entusiástica. Seguiu-se a sensibilização de todos os bispos do país, tendo sido obtida a proclamação oficial do desígnio no ano seguinte, na Pastoral Colectiva da Quaresma.
O monumento a Cristo-Rei foi também edificado em cumprimento de um voto formulado pelo Episcopado Português reunido em Fátima a 20 de Abril de 1940, pedindo a Deus que livrasse Portugal de participar na Segunda Guerra Mundial.
A primeira pedra da construção do monumento foi lançada em 18 de Dezembro de 1949, após o fim da guerra. Foi inaugurado a 17 de Maio de 1959, dia de Pentecostes, na presença dos cardeais do Rio de Janeiro, de Lourenço Marques e de cerca de 300 mil pessoas, entre autoridades oficiais e cidadãos anónimos. Nessa ocasião, esteve também presente a imagem original de Nossa Senhora de Fátima e foi feita a consagração de Portugal aos Sagrados Corações de Jesus e de Maria.
Tal como há 50 anos, também hoje as cerimónias contarão com a presença da imagem original de Nossa Senhora de Fátima.
Fonte: Wikipédia
publicado por Cristina às 01:51

Maio 15 2009

É sempre assim, dias 15 em que tenho de pagar o IVA, acabo o dia a achar que  o dinheiro podia ser melhor empregue numa coisita qualquer...

...devaneios de quem anda muito cansada...

publicado por Cristina às 17:25

Maio 15 2009

publicado por Cristina às 10:35

Maio 13 2009

 Ontem, no final da tarde, tive um sobressalto. No cumprimento de um ritual que acontece várias vezes ao dia, ou pelo menos sempre que tenho cinco minutos livres, fui dar uma espreitadela ao Anónimo. Qual não foi o meu espanto, quando me deparei com um post de despedida, de encerramento temporário do blogue, sem grandes perspectivas de regresso. Confesso que fiquei muito tempo a olhar para o computador incrédula e com uma sensação de perda terrível.

Disparate, poderão estar a pensar os que não conhecem o espaço, está a puxar para o drama… Nada disso, digo eu, o Anónimo é um sítio especial!
Quem me conhece, sabe que sou viciada em livros e jornais. Adoro ler e, para mim, a leitura vinha sempre acompanhada de um pressuposto obrigatório: o suporte de papel. Contudo, esse meu paradigma mudou quando, há uns meses, e por mero acaso, fui parar ao Anónimo. Gostei do que li e voltei um dia atrás do outro, e deixei-me prender pela escrita magistral do J.M. Coutinho Ribeiro.
Os posts vão da simples noticia, ao desabafo, da crítica à música, passando pela partilha e entrega do JM aos seus leitores, que se me afigura absolutamente única.
Depois do JM, vieram os outros, tantos outros, mais ou menos anónimos como eu, seguidores e comentadores diários do blogue e que, rapidamente se tornaram amigos. Somos a Tribo, como costumamos dizer!
Foram muitos os momentos especiais que por ali estão plasmados. Entre o confronto de ideias, ou a partilha, muito dos meus dias estão ali. E sei que muitas centenas de pessoas sentem o mesmo que eu. Se não tivesse conhecido o Anónimo, este espaço não existiria. Tive o melhor dos Mestres.
Reconheço que os motivos que levam a fazer esta pausa são imperativos e, só por isso me resigno! Mas vai ficar um vazio, um enorme vazio e a saudade, aquela que se tem quando se sabe que um amigo que faz falta já não está tão perto.
Quero, pois, agradecer ao JM pela consideração que sempre demonstrou, pela disponiblidade que sempre teve e pelos bons momentos que me proporcionou. Quero, ainda dizer-lhe que foi um privilégio acompanha-lo nos últimos meses.
Deixo-vos um vídeo feito em homenagem ao Anónimo, por uma seguidora do blogue, e que é o resultado de um desafio lançado há uns meses, aos comentadores. Ele espelha bem o espírito do sítio…
Obrigada, JM!

 

 

publicado por Cristina às 22:39
Tags: ,

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14

17
23

30

31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO